segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Homem?! Mas que homem?

O autor francês Joseph de Maistre (1753-1821) em sua obra Considerações sobre a França (Considerátions sur la france - 1797), critica de forma irônica as pretensões universalistas e racionalistas do Iluminismo (movimento intelectual do século XVIII, conhecido como século das luzes, que cultivava a soberania da razão.):

A constituição de 1795, tanto quanto as que precederam, é feita pelo homem. Ora, não existe o homem no mundo. Eu vi na minha vida franceses, italianos, russos etc.; quanto ao homem, porém, eu declaro não tê-lo encontrado na minha vida; se ele existe, eu desconheço.
____________
Referências:
Excerto extraído da obra: Compêndio de Sociologia (Précis de sociologie). Philippe Riutort. São Paulo: Paulus, 2008. (p.19)
(*) Foto disponível em: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2b/Jmaistre.jpg em 22/02/2010, 23:46

Um comentário:

  1. Joandre,
    Muito legal!
    Li o texto em italiano.

    Abraços,
    Terezinha

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário.